Anvisa suspende lote do medicamento Riohex

Inspeção mostrou que produto não cumpre boas práticas de fabricação

Compartilhar artigo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a suspensão do medicamento Riohex. O produto é uma solução de Digliconato de Clorexidina, indicada para limpeza e desinfecção da pele na área do corpo onde será feito um procedimento cirúrgico, odontológico ou estético. 

De acordo com o órgão, a suspensão foi motivada por uma inspeção investigativa realizada na empresa Rioquímica S.A, que apontou diversos problemas relacionados ao cumprimento das Boas Práticas de Fabricação de Medicamentos.

A fabricação e a venda destes lotes já haviam sido suspensas após inspeção da Vigilância Sanitária Municipal de São José do Rio Preto em São Paulo.

A medida foi publicada na Resolução RE – nº 2763 de 11 de outubro de 2017 disponibilizada no Diário Oficial da União no dia 16 de outubro de 2017. 

Confira a lista de lotes suspensos AQUI.  

Artigos Relacionados...

Curta nossa página

Siga nas mídias sociais

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

plugins premium WordPress
Rolar para cima