Combate à corrupção na Saúde: SindHosp, Instituto Ética Saúde e 28 entidades se unem para mobilização

Sem mãos sujas na Saúde. Aqueles que militam no setor devem ter a consciência das consequências éticas de suas decisões.

Compartilhar artigo

Profissionais, pacientes e cidadãos são convidados pelo SindHosp, Instituto Ética Saúde (IES) e 28 entidades para apoiar ações de prevenção e combate à corrupção na Saúde.

 

Nessa quinta-feira (09/12), é celebrado o Dia Internacional Contra A Corrupção. O SindHosp reflete nessa rede de apoio com as entidades a necessidade de difundir e consolidar a cultura ética e transparente na Saúde, garantindo a sustentabilidade do setor e a segurança do paciente.

 

Aqueles que militam no setor da saúde devem ter a consciência das consequências éticas de suas decisões, como analisa o presidente do Sindhosp, Francisco Balestrin.

 

“Para os gestores, contudo, o desafio é ainda maior. Não basta que eles, pessoalmente, tenham posturas éticas e considerem as dimensões éticas de suas ações: cabe também a eles construir uma infraestrutura ética para as organizações sob o seu comando. Isto significa que, além de liderar pelo exemplo, devem criar canais de comunicação e denúncia, impor ferramentas de verificação obrigatória em processos sensíveis e criar ambientes de trabalho que facilitem o exercício da ética”, afirma Balestrin.

 

Além da estrutura de governança corporativa, Balestrin defende que os hospitais devem ainda cuidar da ética na governança clínica. “De fato, práticas administrativas e assistenciais devem estar integradas em um conjunto harmônico e indissociável – uma governança integrativa”, reforça.

Artigos Relacionados...

Curta nossa página

Siga nas mídias sociais

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

Rolar para cima