Um sistema de Saúde não pode depender apenas de heróis, lamenta Britto

Confira a participação do diretor executivo da Anahp no talk show Saúde São Paulo - Diálogos desta semana

Compartilhar artigo

Assista ao diálogo

Acesse a galeria de fotos do evento

 

         O diretor executivo da Anahp e ex-governador do RS, Antônio Britto, reconheceu nesta terça-feira (09/11) o esforço que milhares de profissionais da saúde desempenharam no enfrentamento à pandemia e os enalteceu como heróis.

          Durante sua participação no talk show Saúde São Paulo – Diálogos, mediado pelo presidente do SindHosp, Francisco Balestrin, o diretor da Anahp lamentou que o setor tenha sofrido tanto por falta de um sistema estruturado.

         “Os profissionais foram heróis porque tiveram que fazer muito além do que era possível que fizessem, considerando o contexto da pandemia. Um sistema de Saúde não pode depender apenas de heróis. Para a próxima pandemia, troco os heróis por melhorias no sistema”, reflete Britto.

 

Por que a Saúde não anda?

         Para o ex-governador do RS, os projetos de curto prazo que tramitam na política são um dos agravantes que impedem a evolução do setor. “São raros os exemplos de políticas de saúde que têm atravessado mandato. No Brasil, o que não tem tijolo, não tem valor político. Essa questão precisa ser apresentada aos políticos: nada vai dar certo se o objetivo for de curto prazo. Até hoje, o melhor que foi feito, foi realizado atravessando governos”, analisa.

         A Saúde enfrenta um momento de imobilização, segundo Britto, que será superado quando o congresso apresentar pautas estruturantes. “Nosso desafio não é o que propor, é de que forma empurrar o que se tenta propor há tanto tempo. Nosso setor precisa de uma composição política mais forte”, defende.

Confira a transmissão no YouTube

 

Sistema receberá proposta para ser mais resolutivo

         Desde o mês de setembro o SindHosp tem recebido expoentes na Saúde e na Política para construir a proposta Saúde São Paulo, um documento colaborativo que visa um sistema mais sustentável e eficiente. Já contribuíram com perspectivas Fernando Haddad, Geraldo Alckmin, Gonzalo Vecina, entre outros, que passaram pelo auditório do SindHosp. Para o presidente da entidade, Francisco Balestrin, “a iniciativa reflete a colaboração cidadã do SindHosp e de seus associados”, que será entregue ao Governo do Estado 2023 a 2026.

 

Acompanhe a agenda do Saúde São Paulo – Diálogos:

Novembro

16/11 – Sidney Klajner | Presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein

23/11 – Arthur Chioro | Ex-ministro da Saúde

30/11 – Márcio França | Ex-governador de São Paulo

 

Dezembro

02/12 – Nelson Mussolini | Presidente executivo do Sindusfarma

07/12 – Ludhmila Hajjar | Cardiologista intensivista da Rede D'Or São Luiz e professora da Faculdade de Medicina da USP

 

Saiba como assistir

         As tr

Artigos Relacionados...

Curta nossa página

Siga nas mídias sociais

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

plugins premium WordPress
Rolar para cima