Venda de medicamento sobe 12% no 1º trimestre

Mercado farmacêutico superou expectativas e faturou R$ 10,7 bilhões

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Segundo dados do IMS Health compilados pela Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), as vendas de medicamentos no varejo farmacêutico nacional superaram as expectativas ao longo do primeiro trimestre e cresceram 12%, na comparação anual, para R$ 10,7 bilhões. No mesmo intervalo do ano passado, o crescimento havia sido de 14%, com faturamento de R$ 9,6 bilhões.
 
A indústria trabalhava com expectativa de redução do ritmo de expansão no início deste ano, uma vez que importantes setores industriais têm registrado queda no faturamento e o nível de emprego, que tem impacto direto nas vendas das farmácias, também mostra retração. A taxa de 12%, porém, veio melhor do que o esperado.
 
“Mesmo nesse momento de dificuldade na economia, a indústria farmacêutica está apresentando um crescimento praticamente estável e muito acima de outros setores. Isso já aconteceu em outras crises, porque os medicamentos são produtos de primeira necessidade”, disse o presidente-executivo da Interfarma, Antônio Britto. “Contudo, não descartamos a possibilidade de haver um impacto negativo no futuro”, acrescentou.
 
Em 12 meses até março, as vendas do mercado farmacêutico varejista no Brasil somaram R$ 43,1 bilhões, alta de 11,4% na comparação com os R$ 38,7 bilhões faturados em igual intervalo anterior ¬ em linha com o crescimento de dois dígitos verificado nos últimos anos.
 
De acordo com o IMS Health, medicamentos similares representaram 48% do faturamento das farmácias brasileiras em 12 meses até março, enquanto os remédios de marca responderam por 39% das vendas e os genéricos, 13%.
Saúde online
 

Outras postagens

Rolar para cima