Alvorada participa de estudo da Harvard Business School

Hospital é o único brasileiro selecionado para debater melhores práticas em cirurgias de prótese

Compartilhar artigo

O Hospital Alvorada, especializado em ortopedia e no atendimento médico nas regiões central e sul da capital paulista, é a primeira instituição brasileira a participar de um estudo organizado pelo Instituto para Melhoria da Saúde (IHI, na sigla em inglês), em parceria com especialistas da Harvard Business School, que visa definir as melhores práticas para a implantação de próteses de joelho e quadril. De acordo com o IHI, até 2030 o número de artroplastias totais de joelho aumentará 673% no mundo, correspondendo a 3,48 milhões de cirurgias por ano. Já as próteses totais de quadril devem crescer 174%, sendo 572 mil intervenções.
 
“Hoje nossos indicadores clínicos estão entre os melhores do mundo. Realizamos aproximadamente 40 cirurgias de prótese de quadril e joelho por mês”, destaca Fernando Moisés José Pedro, diretor técnico do Hospital Alvorada. Ao todo, 31 instituições hospitalares de todo o mundo participam do projeto Joint Replacement Learning Community (JRLC), que teve início em janeiro deste ano.
 
Os casos com indicação para estas cirurgias vão desde artrose (desgaste das articulações) até osteonecrose (quando há a decomposição do osso, por conta de má circulação sanguínea). Em ambas as situações são colocadas próteses, que podem ser de metal ou cerâmica, para corrigir os problemas. A importância destes procedimentos é refletida no seu índice de eficácia, na casa de 90%. Nestas situações, pacientes retomam suas funções locomotoras e voltam a ter uma vida normal e sem dores.
 
Harvard Business School
Em agosto de 2013, o Hospital Alvorada se inscreveu para participar do estudo de próteses de joelho e quadril e foi um dos selecionados entre as mais de 150 instituições hospitalares que se cadastraram para participar do projeto. “Estamos muito empolgados em fazer parte desta ação. É uma excelente oportunidade de estreitar relações e trocar experiências, não apenas no que se refere ao cuidado dos pacientes submetidos a essas cirurgias, mas também para aprimorar nossas condutas na rotina do hospital”, conta o diretor.
 
Após quatro meses do início do Joint Replacement Learning Community, seis hospitais foram convidados a expor suas melhores práticas cotidianas. O Hospital Alvorada apresentou a melhor fase de reabilitação intra-hospitalar entre todas as instituições participantes do projeto. A instituição obteve nível de excelência no que se refere ao método de fisioterapia praticado para a recuperação do paciente.
 
O JRLC é composto por grupos de estudo que analisam possibilidades de reduzir os custos e melhorar a qualidade das cirurgias de prótese de quadril e joelho. As discussões são feitas por meio de teleconferências mensais e encontros presenciais na Universidade de Harvard.
 

Artigos Relacionados...

Curta nossa página

Siga nas mídias sociais

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

plugins premium WordPress
Rolar para cima