Boletim FEHOESP aponta fechamento de estabelecimentos de saúde em SP

Dados são do CNES, de janeiro até junho de 2020

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O novo Boletim FEHOESP, idealizado em parceria com a consultoria WebSetorial, aponta que, em junho deste ano, na comparação com dezembro de 2019, segundo o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), foram desativados 27.288 CNPJs de estabelecimentos dedicados à saúde no Brasil, o que representa 7,9% do total.

Provavelmente as exclusões se devam à aplicação da Portaria nº 118, de 18 de fevereiro de 2014, do Ministério da Saúde/ Secretaria de Atenção à Saúde (MS/SAS), que desativa automaticamente o CNES de instituições do setor que estejam há mais de 6 meses sem atualização cadastral. Portanto, as desativações incluem falta de fornecimento de informações e fechamentos. No total, no período, foram desativados junto ao CNES 21.635 consultórios e 6.030 "Clínicas Especializadas e Ambulatórios Especializados no País". 

O maior número de desativações ocorreu na rede de saúde privada, com 28.575 unidades desativadas, das quais 12.795 estão localizadas no Estado de São Paulo.

Confira a íntegra do novo boletim clicando aqui.

 

Da Redação

Outras postagens

Rolar para cima