Crescimento das despesas ultrapassa receita dos planos

Fraco desempenho da economia e do mercado de trabalho impactou o setor

Compartilhar artigo

As despesas assistenciais continuam ultrapassando as receitas de contraprestações dos planos e seguros de saúde. O terceiro trimestre do ano passado registrou avanço de 14,9% nas despesas enquanto as receitas aumentaram 12,8%.
 
De acordo com o Boletim da Saúde Suplementar – Indicadores Econômico-Financeiros e de Beneficiários, editado pela FenaSaúde, o fraco desempenho da economia e do mercado de trabalho brasileiro impactou diretamente no setor, causando retração no número de beneficiários.
 
Nesta edição do estudo também foi registrada a maior taxa de sinistralidade para o período, de 83% nas modalidades de planos de assistência médica (cooperativa médica, medicina de grupo e seguradora especializada em saúde).
 
As despesas assistenciais, administrativas e de comercialização, somadas aos impostos pagos, geraram resultado negativo de R$ 500 milhões. No entanto, quando a comparação leva em conta apenas as associadas à FenaSaúde, o resultado é positivo, de R$ 1,4 bilhão.
 

Artigos Relacionados...

Artigos

As mudanças climáticas e as ameaças à saúde

Os brasileiros ainda acompanham, atônitos, à tragédia das enchentes no Rio Grande do Sul (RS). Em meio ao caos, movimentos de solidariedade se espalham pelo país, angariando água potável, roupas,

Curta nossa página

Siga nas mídias sociais

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

error: Conteúdo protegido
Scroll to Top