Envelhecimento: conquista que precisa ser bem administrada

Mudança demográfica é desafio para gestores de saúde

Compartilhar artigo

Num país em que o envelhecimento da população vem se mostrando um dos grandes desafios para a saúde, a economia e a sociedade, é preciso aperfeiçoar os padrões de atendimento aos idosos. Essa foi a discussão do workshop “Cuidador 2.0, Como as transformações na sociedade brasileira influenciarão os modelos de cuidado do idoso?”, com Martha Oliveira, diretora de Estratégias e Novos Negócios da Qualirede. “O envelhecimento é uma conquista da sociedade, mas é preciso que seja com qualidade e com resultados razoáveis em saúde para a qualidade de vida. O problema é que nosso modelo encarece o atendimento, pois o idoso vai muitas vezes aos serviços”, destaca ela.

De acordo com Martha, o país está fazendo uma transição demográfica, mas não fez transição dos serviços de saúde. “O modelo brasileiro está ainda alinhado com o perfil das décadas de 60 e 70, voltado para doenças agudas infecto contagiosas e hoje predominam as doenças crônicas, que precisam de outro modelo, de cuidado e prevenção”, explicou.

São muitos os caminhos para reverter o quadro, de acordo com ela. Um dos mais imediatos é não ter a certeza de que sabe de tudo e dar atenção para a dinâmica da internet, que tem forte apelo com o público idoso. “O idoso quando entra no mundo digital passa mais tempo nesse ambiente que os demais públicos e, quando se fideliza, ele confia em um site e vai sempre acessá-lo”, exemplificou. Segundo ela, exemplos de sucesso como na Holanda, de atenção primária são os que mais atendem e compreendem as necessidades desse público.

 

Por Eleni Trindade

 

Artigos Relacionados...

Curta nossa página

Siga nas mídias sociais

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

plugins premium WordPress
Rolar para cima