Manifesto contra reforma do IR

SindHosp participa ativamente da decisão sobre o Imposto de Renda

Compartilhar artigo

Quem paga a conta da Reforma do Imposto de Renda?

Leia o manifesto

 

          Nesta quinta-feira o SindHosp mobilizou-se junto a 20 entidades representantes do setor farmacêutico, indústria e atacado para assinar um manifesto. O documento foi motivado em razão da aprovação pela Câmara dos Deputados do projeto de lei 2337/21, que trata sobre a 2ª Fase da Reforma Tributária. A proposta altera as regras do Imposto de Renda e prevê o fim de isenções de PIS-Cofins para os produtos da saúde. As entidades calculam um aumento de 12%, podendo chegar a 21% no caso de alguns produtos e serviços.

          Na prática, essa proposta vai de encontro ao bolso do consumidor. As entidades exemplificam que, quem gasta R$100 por mês para cuidar da saúde, passará a gastar R$112. O aumento também será refletido nas despesas dos Hospitais, Santas Casas, Medicina Diagnóstica e o Sistema Único de Saúde (SUS), que gasta R$50 bilhões, e com a alteração da legislação poderá ter que gastar R$65 bilhões.

          Em consenso, o manifesto faz um apelo para que o Senado Federal revogue ou modifique o projeto de lei. As entidades concordam que a Reforma Tributária seja necessária, mas, nestas condições, a saúde que já possui uma carga tributária alta está pagando a conta e quem sofrerá será a população brasileira.

 

Confira o manifesto na íntegra.

Artigos Relacionados...

Artigos

As mudanças climáticas e as ameaças à saúde

Os brasileiros ainda acompanham, atônitos, à tragédia das enchentes no Rio Grande do Sul (RS). Em meio ao caos, movimentos de solidariedade se espalham pelo país, angariando água potável, roupas,

Curta nossa página

Siga nas mídias sociais

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

error: Conteúdo protegido
Scroll to Top