PL 347 pode inchar quadro de pessoal em mais de 20%

SINDHOSP atua contra projeto de lei (PL) que reduz jornada de trabalho dos profissionais de enfermagem para 30 horas semanais

Compartilhar artigo

O segundo semestre de 2018 foi marcado pelo temor da aprovação do Projeto de Lei (PL) 347, de autoria da deputada estadual Analice Fernandes, que dispõe sobre a jornada de trabalho de 30 horas semanais aos enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem no Estado de São Paulo. Em tempo recorde de tramitação, tal PL chegou a ser aprovado pela Assembleia Legislativa, mas foi vetado pelo atual governador, João Doria.

“O SINDHOSP ainda trabalha pela conscientização dos deputados e autoridades para mostrar os impactos econômicos do PL para os estabelecimentos de saúde, já que ele se encontra na ordem do dia para nova votação na Assembleia Legislativa. Estudo encomendado pelo Sindicato mostra que o quadro de pessoal de hospitais e empresas que dependem dessa mão de obra pode sofrer incremento de 22%. Isso inviabilizará muitas organizações e certamente vai prejudicar o atendimento à população”, ressalta Yussif Ali Mere Jr, presidente do SINDHOSP.

 

Artigos Relacionados...

Curta nossa página

Siga nas mídias sociais

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

plugins premium WordPress
Rolar para cima