Posto de coleta de sangue de SP precisa de doadores

Doações estão abaixo do esperado há um ano

Compartilhar artigo

Postos de coleta e bancos de sangue precisam manter os estoques para atender as demandas por transfusões dos hospitais e serviços de urgência e emergência. De acordo com Fábio Lino, gerente médico da Associação Beneficente de Coleta de Sangue (Colsan), entidade que abastece com hemocomponentes todos os hospitais da prefeitura do município de São Paulo e hospitais das regiões do ABC, Jundiaí e Sorocaba, o número de doadores no posto de coleta de sangue do Hospital do Servidor Municipal caiu há um ano, o que preocupa e alerta a instituição.
 
“A média de doadores que costumávamos receber era de 40 pessoas por dia, este ano esse número está quase na metade. Não podemos deixar os estoques baixarem, por este motivo chamamos a população, e servidores municipais que utilizam o hospital, para ajudarem”, diz o gerente.
 
Apesar das campanhas de conscientização quanto ao ato de doar voluntariamente e, em especial, por repetição, o número de doadores de sangue está abaixo do esperado no Brasil atualmente. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a média ideal de doadores de sangue está entre 3 e 5% em relação à população de um  país. A média brasileira é de 1,9% nos últimos cinco anos, número abaixo do recomendado.
 
Doar sangue é fundamental para pacientes atendidos em emergências com grande perda sanguínea (politraumatizados), que sofrem de doenças hematológicas ou doentes transplantados e pessoas que necessitam de sangue continuamente para sobreviver. 
 
Requisitos para doação
* Portar documento oficial de identidade com foto (RG, carteira profissional ou carteira de habilitação);
* Ter entre 16 e 69 anos de idade, sendo que a primeira doação deve ter sido feita antes dos 60;
* Pesar acima de 50 Kg;
* Estar em boas condições de saúde.
* Não deve ter risco acrescido para doenças transmissíveis pelo sangue (usuário de drogas injetáveis e inalatórias, prática de sexo não seguro e vários parceiros sexuais ou ser parceiro sexual de portadores de aids ou Hepatite).
*Doadores menores de 18 anos acompanhados pelo responsável legal devem levar cópia do documento de identidade de ambos e preencher autorização no momento da doação, ou se desacompanhado, levar cópias dos documentos de identidade e o documento de autorização para doação com firma reconhecida em cartório.
 

Artigos Relacionados...

CAT
Destaque

CAT: quando emitir?

Grupo Técnico de Segurança e Saúde Ocupacional discute sobre a emissão da CAT. Confira em quais casos emitir o documento!

Curta nossa página

Siga nas mídias sociais

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

plugins premium WordPress
Rolar para cima