Saúde contribui para queda recorde do PIB no semestre

Levantamento foi realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Compartilhar artigo

O jornal Valor Econômico de 3 de setembro traz matéria sobre um levantamento realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) sobre o peso que o setor da saúde teve na queda do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro semestre deste ano. O resultado mostra que as atividades de saúde responderam por 13,5% do tombo histórico de 5,9% do PIB do país, no primeiro semestre ante igual semestre em 2019. No caso da queda recorde observada na economia de serviços como um todo, que também caiu 5,9% no mesmo período, o peso foi ainda maior: o setor contribuiu com 20% da retração. Para chegar a esses dados, a FGV utilizou informações do DataSUS.

O estudo comprova que as pessoas ficaram temerosas em buscar atendimento nos hospitais, clínicas e laboratórios durante a pandemia de Covid-19. A economista da FGV responsável pelo estudo, Juliana Trece, acredita que o setor de saúde deve terminar o ano com quedas anuais mínimas de dois dígitos.

 

Clique aqui e leia a matéria na íntegra

Artigos Relacionados...

Curta nossa página

Siga nas mídias sociais

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

plugins premium WordPress
Rolar para cima