9 de setembro de 2014

Despesas com internações sobem 23,1% em 2013

As internações hospitalares dos beneficiários de plano de saúde coletivo (empresarial ou por adesão) custaram, em média, R$ 6,7 mil em 2013, considerando despesas assistenciais para as operadoras. O valor é 23,1% maior que o registrado um ano antes, quando o gasto médio com cada internação foi de R$ 5,5 mil.
 
Os números fazem parte da Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar (Naciss), produzida pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), entidade ligada às empresas do setor de saúde privado, mas com base nas informações atualizadas pela ANS. A íntegra da Naciss pode ser lido no site do instituto.
 
Nos planos individuais, o gasto médio com internação hospitalar de beneficiários foi ainda maior, de R$ 7 mil, um incremento de 30,8% na comparação entre 2013 e o ano anterior. Em valores monetários, a despesa das operadoras era, em média, de R$ 5,4 mil por internação de beneficiário nos planos individuais, em 2012. Em média, considerando tanto beneficiários de planos coletivos quanto individuais, a despesa com cada internação foi de R$ 6,8 mil, em 2013, uma alta de 23,8% em comparação a 2012.
 
Segundo o superintendente executivo do IESS, Luiz Augusto Carneiro, destaca que o aumento das despesas com internação é um ponto a ser acompanhado de perto pelo mercado por conta do elevado peso desse item nas despesas médico-hospitalares das operadoras. Em 2012, diz, o gasto com internação correspondeu a 40,8% das despesas assistenciais do setor.
 
De acordo com a série histórica da Naciss, desde o primeiro trimestre de 2003 a despesa assistencial per capita das operadoras com cada beneficiário de planos de saúde cresceu 230,5%, saltando de R$ 46,30 para R$ 153 no primeiro trimestre deste ano. Já o gasto médio do beneficiário com mensalidade de planos de saúde avançou 214,3% no mesmo período, saindo de R$ 60 para os atuais R$ 188,60. Uma diferença de 16,1 pontos porcentuais entre o aumento da despesa assistencial per capita das operadoras e da mensalidade média dos beneficiários. A comparação considera os valores nominais, sem descontar a inflação do período, que foi de 65% de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).
 
No total, as operadoras receberam R$ 28,6 bilhões no primeiro trimestre de 2014, 13,4% a mais do que no primeiro trimestre do ano anterior, e gastaram R$ 23,2 bilhões com as despesas assistenciais, 14,5% a mais do que no mesmo período de 2013. Os números, entretanto tratam apenas das despesas assistenciais, ou seja, os gastos das operadoras com serviços de saúde utilizados por seus beneficiários. 
 

Congresso de Oncologia debate abordagem multidisciplinar

O Instituto do Câncer do Hospital Mãe de Deus (ICMD) realizará entre os dias 10 e 11 de outubro o 2º Congresso Multidisciplinar em Oncologia. O evento, que ocorrerá na FIERGS, terá a participação de especialistas de vários Estados para atualização em importantes áreas de assistência do paciente com câncer e mostrando a relevância da integração de todos os profissionais envolvidos no tratamento, o que é uma tendência mundial.
 
Durante os dois dias do Congresso serão abordadas questões como avanços em pesquisas clínicas em oncologia, tratamento nutricional do câncer, odontologia oncológica, radioterapia e fisioterapia, entre outros temas.
 
As inscrições são limitadas. Mais informações em http://www.icmd2014.com.br ou pelo telefone (51) 2108-3130.
 

Especialistas debatem saúde do coração na melhor idade

Médicos de diferentes especialidades e  das mais renomadas instituições de saúde do país estarão reunidos dia 17 de outubro, no Maksoud Plaza, durante a XIV edição do Simpósio do Hospital Bandeirantes. O evento terá como tema central a cardiologia na terceira idade. O Título do Simpósio:  “O melhor coração na melhor idade”  dará  o tom ao evento que abordará diferentes temas relacionados ao envelhecimento da população. Durante o encontro temas como  prevenção, atendimento e tratamentos específicos para este público serão discutidos. Coordenado pelos cardiologistas  Hélio Castello, Heron Rached, Marcelo Cantarelli e pelo diretor clínico Mário Lúcio Baptista, o evento é destinado a médicos  e especialistas da área da saúde  como enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas e educadores físicos. 
 
A abertura do XIV Simpósio acontece às 8h e o primeiro painel será sobre atenção integrada ao idoso e terá como moderador Mário Lúcio Baptista. A Denise Achout, da Anaph falará sobre o envelhecimento da população e questionará se estamos ou não preparados para enfrentá-la. O Rubens José Covello, do IQG, apresentará um trabalho sobre a linha de cuidados do idoso cardiopata. Representando o InCor- FMUSP, Carlos Eduardo Negrão, mencionará como devemos nos preparar para a melhor idade. Após abertura para discussão e coffee break, às 10h30, tem início o segundo painel sobre  Terapêutica cardiovascular intervencionista no idoso. Serão apresentados 4 temas:  Doença arterial periférica e carotídea (cirurgião vascular João Gualberto Diniz Júnior -HB), Estenose valvar aórtica (cardiologista Hélio Castello-HB) e Doença arterial coronariana (cardiologista Marcelo Cantarelli- HB).  
 
Das 14h30 às 15h30, o terceiro painel será sobre Manuseio Clínico do cardiopata idoso. O Dr. Roberto Dischinger Miranda da EPM/Unifesp apresenta o tema: Abordagem dos fatores de risco é diferente em idosos?  Na sequência, o Dr. Miguel Moretti, do InCor-FMUSP, falará sobre como interpretar sinais e sintomas. O palestrante  Dr. Antonio Carlos Carvalho da EPM/FMUSP encerrá o painel com o tema sobre polifarmácia.
 
O quarto e último painel, evidenciará os cuidados com o idoso no pronto socorro. A neurologista Márcia Maiumi Fukujima  da EPM/ Unifesp,  apresentará o tema sobre acidente vascular encefálico (AVE) . Após sua apresentação, o cardiologista João Vicente da Silveira (HB) ministrará palestra sobre Insuficiência Cardíaca (IC). Heron Rached, coordenador da área de cardiologia do Hospital Bandeirantes, encerrará o evento com o tema Dor Torácica.
 
Serviço:
 
Investimento:
 
Médicos: R$180
Residentes: R$150
Outros profissionais de saúde: R$120
 
Inscrições pelo site: www.hospitalbandeirantes.com.br
Email: iep@hospitalbandeirantes.com.br
Telefones: 3345-2219/ 3345-2265

Beneficência Portuguesa tem grupo especializado em coluna

Os procedimentos cirúrgicos para tratamento de coluna estão cada vez mais modernos e confortáveis para os pacientes e isso se deve, em parte, ao trabalho incansável de médicos que veem nas inovações tecnológicas importantes aliadas na melhoria da qualidade de vida dos pacientes. Fruto da determinação do Dr. Pil Sun Choi, um dos pioneiros na introdução e promoção de técnicas modernas de cirurgias de coluna, o Grupo de Cirurgia de Coluna Minimamente Invasiva do Hospital S. José da Beneficência Portuguesa de S. Paulo (GCCMI do HSJ/BP/SP) foi recém-criado para atender desde os casos mais simples até os mais complexos.
 
“O principal objetivo do Grupo é tornar-se um verdadeiro centro de referência em Cirurgia de Coluna Minimamente Invasiva e beneficiar os pacientes não somente do Brasil, mas de toda a América Latina”, explica Pil Sun Choi. A equipe cirúrgica atende no Hospital S. José, um dos poucos hospitais do Brasil a ter acreditação internacional (JCI). Multidisciplinar, o Grupo conta com ortopedistas, neurocirurgiões, especialistas em dor, anestesistas, fisioterapeutas e especialidades afins. “Os procedimentos realizados envolvem técnicas percutâneas com ou sem assistência de vídeo-cirurgia que são realizadas com anestesia local, o que propicia menos dor no pós-operatório e rápido retorno às atividades”, detalha o médico. 
 
Entre as técnicas inovadoras realizadas – que possuem a conveniência de que o paciente receba alta no mesmo dia – estão o bloqueio seletivo de raízes nervosas para alívio da dor radicular (ex.: nervo ciático); descompressão percutânea do canal vertebral para o tratamento da estenose de canal vertebral lombar, vertebroplastia e cifoplastia para o tratamento de fraturas vertebrais, entre outras. “O Grupo realiza não somente técnicas minimamente invasivas, mas também as tradicionais ‘cirurgias convencionais’, quando estas são indicadas”, lembra o especialista. 
 
O GCCMI conta uma equipe altamente especializada, com treinamento em principais Centros de Formação em coluna vertebral (nacional e internacional). Entre os atuais membros, estão:
Dr. Pil Sun Choi – ortopedista, fundador e atual presidente da Federação Mundial de Cirurgia Minimamente Invasiva de Coluna (www.wfmiss.com). É pioneiro na introdução e propagação das técnicas de Cirurgia de Coluna Minimamente Invasiva (CCMI) e foi homenageado durante o IV COMINCO como “líder global” em CCMI. 
 
A equipe atua com excelência em todas as áreas da coluna vertebral: Degenerativa, Fratura, Tumor, Deformidade e Infecção/Inflamação. 
 
plugins premium WordPress
Scroll to Top