manifesto

atendimento oncológico

ONGs de pacientes oncológicos realizam manifestação pela ampliação de vagas e pela revisão da tabela SUS

Nesta sexta-feira (19), às 11h, acontece protesto organizado por cerca de 20 ONG’s para reivindicar mais vagas para o atendimento oncológico pelo SUS e revisão imediata da tabela SUS, que vem motivando a redução de adesões ao Sistema.

Ocorrerá em frente à sede da Prefeitura, no Viaduto do Chá, número 15, Centro.

A iniciativa tomou forma após o Hospital A.C. Camargo, referência no combate ao câncer, anunciar que não fará renovação de contrato com a prefeitura de São Paulo. A instituição pretende encerrar a parceria com o SUS em decorrência de prejuízos financeiros provenientes dos atendimentos públicos, alegando que a tabela SUS não cobre todas as despesas.

As Organizações consideram os valores da tabela SUS aviltantes e um descompromisso com a população.

“Enquanto liberam bilhões para campanhas eleitorais e mordomias para altos escalões dos governos, estamos precisando de políticas públicas sérias e comprometidas com os mais pobres que não podem pagar por uma assistência à saúde”, enfatizam.

ONGs que abraçaram a causa

Assinam o protesto: Somos todos uma; Projeto Mechas do Amor; Projeto DIVAS; Tribo do Bem; Amor Rosa; Apaixone-se por Si; Cláudia Amigas do Peito; Unaccam; Você não está sozinha; GAMA; Instituto Quimioterapia e Beleza; Instituto Brasil + Social; Projeto Driblando o Câncer; Rosa Mulher; Por nós mesmas; Todas Juntas.

A solicitação é por providências emergenciais. “A vida de milhares de pacientes oncológicos corre risco”, destacam.

Lembram ainda que são mais de 600 mil brasileiros vitimados pelo câncer todos os anos, número que sofreu escalada durante a pandemia de Covid-19. 

O SindHosp segue acompanhando os desdobramentos das atividades a fim de manter o setor informado, continue acessando a aba ‘Notícias’ e nossas redes sociais para ficar a par das atualizações.

manifesto a favor da democracia

SindHosp assina manifesto a favor da democracia

Entidades, sindicatos e associações empresariais abraçam a luta pelo cumprimento da democracia e assinam manifesto em defesa do sistema antiautoritário. O objetivo é reafirmar a segurança e confiabilidade no regime eleitoral brasileiro.

Batizado de ‘Em Defesa da Democracia e da Justiça’, o documento é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e será lido publicamente no próximo dia 11 de agosto, durante cerimônia na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP).

Francisco Balestrin, presidente do SindHosp, adere ao movimento em nome de 51 mil empresas representadas, reforçando o comprometimento do setor saúde com a democracia e liberdade cidadã.

“Neste momento da vida nacional, saúde e democracia são sinônimos. Transparência e Estado de Direito são fundamentais para as entregas na saúde, baseadas em um mercado livre, fundamentado na ciência e na solidariedade humana”, afirma.

O manifesto dá continuidade a um primeiro texto publicado em 26 de julho, assinado por representantes da sociedade, que também será exposto na data citada acima. No momento, o material está em fase de revisão e coleta de assinaturas.

O SindHosp apoia todas as ações e iniciativas em defesa da democracia, sendo contra quaisquer atos que ameacem a ruptura da ordem constitucional.

Continue acompanhando as demandas e atualizações da saúde na aba ‘Notícias’ e em nossas redes sociais.

error: Conteúdo protegido
Scroll to Top