inovação

Secretário de Saúde de São Paulo

Médico e ex-deputado federal, Eleuses Paiva, assume a Secretaria de Estado da Saúde em SP

Eleuses Paiva, nome escolhido por Tarcísio de Freitas, governador de São Paulo, para liderar a pasta da Saúde, assume o posto.

O que podemos esperar para o setor paulista a partir de agora?

Eleuses Paiva é um dos apoiadores da Proposta Saúde São Paulo, iniciativa do SindHosp que objetiva melhorar o acesso dos cidadãos aos serviços de saúde e garantir a sustentabilidade do sistema. Representando a candidatura de Tarcísio de Freitas, em meados de 2022 participou do Seminário SindHosp – Folha de S. Paulo, evento promovido pelo Sindicato em parceria com o jornal, com vistas a ouvir as propostas de governo para a saúde e debater os principais pontos levantados na Proposta Saúde SP. 

Na ocasião, Paiva compartilhou alguns de seus objetivos para a Pasta, dentre eles, o fortalecimento do complexo industrial da saúde, o investimento em saúde digital, inovação e Atenção Primária à Saúde (APS), bem como a reavaliação da tabela do SUS e a ampliação do acesso aos serviços, com qualidade, resolutividade e eficiência.

“A saúde digital será uma das prioridades do governo e, para fortalecer o complexo econômico industrial da saúde, Tarcísio de Freitas pretende transformar São Paulo no maior polo industrial da América Latina”, disse.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, após nomeação, o atual secretário de Estado da Saúde destacou mais alguns problemas que pretende enfrentar, como as grandes filas de cirurgias eletivas pelo SUS.

“A fila em si é um ordenador de atendimento. A questão atual depende de gestão, transparência e previsibilidade da fila, ou seja, a fila precisa andar”.

E reforçou também seu compromisso com a expansão da saúde digital no estado.

“Nosso objetivo é transformar São Paulo em uma referência na utilização da saúde digital para melhorar a eficiência do sistema de saúde. Para isso, vamos aproveitar modelos já testados e com resultados positivos na pandemia, integrando os diferentes sistemas, e estabelecer parcerias com universidades para promover a formação de profissionais de saúde em tecnologias digitais”.

Outra questão trazida pelo secretário na entrevista foi a queda da cobertura vacinal, que vem acontecendo desde 2015, apontando a recuperação do Programa Nacional de Imunizações (PNI) como um dos seus principais focos.

Para mais atualizações da saúde, novas convenções coletivas de trabalho e orientações do SindHosp, veja a aba ‘Notícias’ e siga o sindicato nas redes sociais.

telemonitoramento

Estudo inédito de telemonitoramento acompanhou 110 pacientes por 24h: confira os principais resultados

Rumo a segunda fase, estudo pioneiro de telemonitoramento acompanhou 110 pacientes durante um ano.

Para entender mais sobre o levantamento, o SindHosp conversou com um dos autores do projeto, João Paulo Silveira, membro do Conselho Fiscal Efetivo da Fehoesp e diretor do SindJundiaí.

“Escolhemos realizar esse trabalho porque, em home care, a regulagem dos respiradores é feita por profissionais que estão na casa dos pacientes. Muitas vezes esses profissionais quando vão numa longa distância ou uma região de difícil acesso, afastada dos grandes centros de tecnologia e informação médica, tem dificuldade na regulagem desses equipamentos”, explica João

Dessa forma, pensando em solucionar esse impasse, o estudo uniu o telemonitoramento 24h à Internet das Coisas Médicas. Assim, o objetivo foi proporcionar que os profissionais regulassem esses equipamentos à distância.

“E não só isso, também era nossa intenção que esse profissional pudesse acompanhar os resultados dessa regulagem e adaptação remotamente”, complementa.

Como foi composta a amostra?

As 110 pessoas acompanhadas no estudo são residentes no estado de São Paulo e pacientes da Plural Care, holding de serviços de home care.

Os pacientes têm em comum a necessidade de suporte respiratório por aparelhos em decorrência de variadas enfermidades.

Dos 110 pacientes, 75% necessitavam de ventilação mecânica invasiva (pacientes traqueostomizados) e 25% utilizam algum tipo de interface (máscara) oronasal.

Em parceria com a ResMed, empresa global fabricante de equipamentos de suporte respiratório e dispositivos médicos conectados à nuvem, a Plural Care se uniu para desenvolver o levantamento.

Ao lado, exemplos de aparelhos de ventilação mecânica usados no estudo

Resultados indicam melhora clínica e economia de gastos

Com a finalização da primeira fase do estudo, foram observados os seguintes resultados:

  • Melhora dos casos clínicos;
  • Conforto do paciente;
  • Diminuição da reinternação hospitalar.

“Consequentemente, esses fatores geram melhor atendimento e desfecho clínico, o que resulta numa economia importante para as fontes pagadoras, sejam elas os planos ou seguradoras de saúde”, avalia João.

Os resultados foram aceitos e apresentados por João em setembro deste ano no European Respiratory Society (ERS) Internacional Congress 2022, o maior e mais importante congresso mundial sobre doenças respiratórias, realizado em Barcelona, na Espanha.

Próximos passos

Agora, a Plural Care e a ResMed estão desenvolvendo a segunda etapa do estudo.

De acordo com João, que também é sócio e diretor da Plural Care, o grande desafio dessa nova fase é ampliar o estudo ao nível nacional, para os 300 pacientes em ventilação mecânica da holding.

Dessa forma, os resultados serão importantes para conhecer o perfil do telemonitoramento domiciliar no Brasil.

A princípio, as novas conclusões estão previstas para serem divulgadas em Milão, novamente no ERS, que está programado para setembro de 2023.

O SindHosp está sempre atento aos estudos, pesquisas e projetos em desenvolvimento que se relacionam ao setor da saúde. Para se manter antenado nas últimas novidades, acompanhe a aba ‘Notícias‘.

maturidade digital

Maturidade digital: conheça qual a realidade dos hospitais em São Paulo

Conhecer o índice de maturidade digital da sua instituição é o primeiro passo para uma jornada plena de desenvolvimento tecnológico.

Ciente dessa premissa, o SindHosp em parceria com a Healthcare Alliance promovem no dia 29 de novembro um encontro híbrido entre hospitais do Estado para discutir o tema.

Oito gestores das principais instituições de saúde de São Paulo guiarão esse debate.

Em primeiro lugar, para dialogar sobre a maturidade digital dos hospitais no Estado e apresentar os resultados do novo levantamento realizado pela Folks, que mediu o estágio digital nas instituições de SP, participarão:

  • Francisco Balestrin, presidente do SindHosp (mediador);
  • Claudio Giuliano, CEO da Folks;
  • Valdir Ventura, CEO do Grupo São Cristóvão;
  • Valdesir Galvan, CEO da AACD.

Já para discutir sobre a cadeia de recebíveis e os desafios financeiros para alavancar a transformação digital nas instituições, foram convidados:

  • Fabio Sinisgalli, diretor executivo da Healthcare Alliance (mediador);
  • Carlos Marsal, diretor executivo e financeiro do Hospital Alemão Oswaldo Cruz;
  • Mark Carvalho, CFO da MV;
  • Claudio Giuliano, CEO da Folks;
  • Milton Alves, diretor de Tecnologia da Informação na Santa Casa de São Paulo.

Nesse sentido, a participação dos hospitais -seja na modalidade on-line ou presencial- é de extrema importância para consolidar um diálogo produtivo.

Desse modo, os participantes poderão compartilhar experiências e cases de sucesso, enquanto se atualizam sobre a realidade das instituições no Estado.

Por outro lado é importante frisar que o evento é gratuito e aberto para todos os hospitais, contribuintes ou não do SindHosp.

Para conferir a agenda dos próximos eventos, convenções coletivas firmadas pelo sindicato e estar sempre atualizado sobre o setor da Saúde, continue acompanhando as publicações na aba ‘Notícias‘ e siga o SindHosp nas redes sociais.

soluções em saúde

Qual a solução em saúde que o seu negócio precisa?

Independente do segmento, a gestão de serviços de saúde exige, além de estratégia, soluções de A à Z.

Os profissionais dessa área têm um dilema em comum, precisam de “mais poder para resolver, mais tempo para cuidar“.

Nesta semana, em 6 de outubro, o SindHosp se une à Healthcare Alliance para apoiar um importante bate-papo sobre caminhos que podem ultrapassar essas barreiras.

Verdadeiramente, uma imersão no centro desse desafio diário para os gestores de saúde, a partir de quando as questões se apresentam: já no primeiro horário do dia, no café da manhã.

O evento se propõe, portanto, a partir das 8h30, reunir empresas e profissionais gabaritados em sanar demandas do setor, acompanhados de uma xícara de café e diversas oportunidades para promover soluções em saúde.

Em modelo híbrido, a Healthcare já abriu as inscrições gratuitas para participação on-line ou presencial, na sede da instituição.

Ao final da manhã de diálogos, os participantes estarão mais preparados para implementar procedimentos que guiarão direções inteligentes para enfrentar os obstáculos nas instituições.

Saiba quem apresenta as soluções em saúde

A Healthcare dividiu o conteúdo em três etapas de apresentação, a fim de facilitar a absorção do assunto.

Lideram o bate-papo Leandro de Souza Neto, diretor da Proxion Solutions; Daennye Oliveira, diretora da Unidade de Negócio da MV e Rodrigo Serafim, channel sales manager na Zebra Technologies.

Os participantes ainda poderão interagir com perguntas e comentários, a partir da mediação de Ana Cristina Nobrega, gerente de canais e parcerias da Healthcare.

Dessa forma, além de novas competências, o público estará em contato com produtos e serviços de soluções em saúde.

O SindHosp estará presente e espera encontrar todos os representados no evento.

Para acompanhar os próximos encontros da Saúde, convenções coletivas firmadas pelo sindicato e outros conteúdos, visite a aba ‘Notícias‘ e nossas redes sociais.

MV Experience Fórum é um grande evento para que o setor da Saúde esteja atualizado sobre as últimas novidades relacionadas à Tecnologia

MV Experience: contribuintes do SindHosp têm desconto exclusivo para participar do evento

Nessa quarta e quinta-feira (27 e 28 de julho) acontece o MV Experience Fórum, evento que reúne o que há de mais novo na Tecnologia voltada ao setor da Saúde. Contribuintes em dia com o SindHosp têm desconto especial para participar

600 formadores de opinião e gestores de todo ecossistema da Saúde estarão reunidos nessa semana, entre os dias 27 e 28 de julho no MV Experience Fórum, o maior evento de Inovação e Tecnologia para a Saúde no Brasil, que acontece no WTC Events Center.

Realizado pela MV, líder em Tecnologia da Informação (TI) no país, o MV Experience Fórum promove dois dias de imersão em Saúde Digital.

Grandes nomes do setor como Drauzio Varella, Margareth Dalcolmo e Fabricio Campolina estão confirmados na programação.

Apoiador institucional do evento, o SindHosp espera encontrar toda a categoria no MV Experience Fórum.

Aos contribuintes em dia, o SindHosp garante um desconto especial no valor da inscrição. Para ter acesso ao código promocional, envie um e-mail para contato@sindhosp.org.br informando o CNPJ.

Dessa forma, hospitais, clínicas e laboratórios garantem presença neste grande ponto de encontro do setor.

Saiba qual a programação do MV Experience Fórum

A agenda do evento foi dividida em três palcos, entre plenária, metaverso e meeting, com ampla programação simultânea.

São temas para os diálogos entre o setor, o futuro do cuidado com a saúde, gestão baseada em resultados e tendências tecnológicas para o segmento.

Desse modo, os participantes terão uma experiência aprofundada nas principais novidades do mercado.

Programe a sua participação e faça o download da agenda. Assim, você terá uma visão macro para selecionar os temas de seu interesse em cada dia.

O SindHosp acredita que o MV Experience Fórum será uma oportunidade para estabelecer novas perspectivas sobre a Saúde e assim, planejarmos um futuro mais assertivo.

Esteja sempre atualizado sobre as últimas novidades do setor, convenções coletivas e os eventos promovidos pelo SindHosp na aba ‘Notícias‘, em nosso site.

error: Conteúdo protegido
Scroll to Top